PT | EN

Yay, eu nem consigo explicar para vocês a alegria de ver o @coolflatlays crescendo! Chegamos aos 10 mil seguidores e para comemorar montei duas fotos especiais para celebrar o momento. Uma especialmente para vocês, leitores, que me acompanham e curtem esse novo trabalho, trocam dicas e inspirações comigo por lá. E outra para as marcas que acreditaram no meu trabalho e são essenciais para que eu possa continuar me dedicando e produzindo cada vez mais.

E aí vem a pergunta que mais tenho recebido por lá: dá para trabalhar com flat lay?! Como funciona? Como monetizar?

Vou começar respondendo a essas perguntas contando sobre a minha experiência. No meu caso, não vou negar que o @fashioncoolture obviamente ajudou bastante na divulgação do meu trabalho com os flat lays. Já ter alguns seguidores e contatos com as marcas facilitou o surgimento de parcerias. Ainda são poucas, é verdade, mas ter marcas como Pandora, Panvel e Tutu acreditando nesse trabalho é um bom começo né?

Mas para conquistar a confiança das marcas e o reconhecimento dos leitores produzi muitas fotos sem ganhar absolutamente nada. Já mencionei isso no stories uma vez e grande parte das fotos que vocês vêem no coolflatlays foi produzida por prazer, para explorar novas possibilidades e para o meu próprio aprendizado. Acredito que é um longo caminho, que exige dedicação, mas vai valer a pena.

Dito isso, dá para ter uma ideia de que é sim possível trabalhar com flat lays mas que vai exigir um certo empenho e muita vontade. Ainda quer transformar esse sonho em realidade? Então vamos às dicas para quem quer começar do zero:

trabalhar com flat lay

1. Produza um portfolio

Se você quer trabalhar com fotos de flat lay é essencial que você monte um portfolio que mostre o seu potencial, seu estilo de trabalho e que possa servir como referência para futuras colaborações. Nesse caso não tem lugar melhor do que as próprias redes sociais e o instagram está aí ao alcance de todos né? Pensa em um nome bacana e já cria logo o seu @!

2. Defina – ou não! – a sua área de atuação

Explore todas as possibilidades que você pode oferecer ou se especialize em uma área específica. Você pode produzir flat lays só sobre comidas, ou maquiagem ou moda ou etc… E ser especialista em um único tipo de foto. Isso é bacana pois pode te tornar referência em determinado assunto.

Ou você pode trabalhar com todas essas áreas e mostrar toda a sua versatilidade. Nesse caso é legal ir explorando todos os temas que você sabe e pode produzir e mostrar todo o seu potencial. Experimente e fotografe para ampliar cada vez mais a sua experiência e área de atuação.

3. Encare o seu trabalho profissionalmente

Isso é muito importante. Se você pretende trabalhar de verdade com flat lays é importante demonstrar profissionalismo. Produza suas fotos da melhor maneira possível. Mesmo que no começo você não tenha condições de ter uma câmera profissional ou alguma estrutura de estúdio, faça o possível para produzir com qualidade. Mesmo em casa, alguns pequenos truques (já compartilhei vários por aqui em outros posts!) podem te ajudar.

O mesmo vale para a administração do seu perfil no instagram, cuidado com as legendas e frequência das postagens. Nesse último ponto é legal pensar em uma certa periodicidade nas postagens. Mesmo que você não tenha clientes, continue produzindo para manter a atenção de eventuais leitores e marcas, além de aumentar o portfolio, ele vai ser muito importante no futuro.

4. Cultive uma boa relação nas redes sociais

Depois que você começar a postar use as redes sociais a seu favor para crescer, divulgar o seu trabalho e buscar novas inspirações. Como eu disse anteriormente o instagram é o paraíso dos flat lays. Use as hashtags para pesquisar novos trabalhos e conhecer outros perfis. E também para tornar o seu trabalho mais conhecido. Existem muitas hashtags específicas de flat lays. Experimente escrever #flatlay e você vai ver várias opções. E, claro, use a #coolflatlays também que eu vou adorar conhecer o seu trabalho. (;

Além disso, siga marcas e perfis que possam ser relevantes para o seu trabalho. Comente e interaja para criar uma relação e uma teia de contatos. É um trabalho de formiguinha, mas é importante.

5. Procure marcas que tenham afinidade com o seu trabalho

Acho que essa é a parte mais esperada né? Como conseguir parcerias?

Depois que você já tiver produzido alguns flat lays você já deve ter em mente algumas marcas que se encaixariam perfeitamente no seu estilo de foto. Aquele produto que você sonha em fotografar, sabe? Então, depois que você já tiver seguido os passos anteriores e tiver algo concreto e bacana para apresentar para as marcas é hora de entrar em contato e correr atrás dos trabalhos. Seja sempre

Eventualmente algumas marcas poderão conhecer o seu trabalho e entrar em contato espontaneamente. Nesse caso não tem mistério, basta dar continuidade aos contatos e responder às propostas que forem surgindo.

Mas se isso não acontecer, você pode entrar em contato diretamente com as marcas, tanto por email quanto por direct no próprio instagram. Em geral, os influencers possuem um midia kit, que nada mais é do que um arquivo com todas as informações que possam ser uteis na hora de fechar uma parceria, como número de seguidores, formas de trabalho e preço. No começo não se preocupe com isso!

Um email pode te apresentar bem, fale brevemente sobre o seu trabalho e mostre o seu portfolio. Tenha em mente quais são os seus objetivos com aquela parceria. O que você pode oferecer para a marca? Fotos de qualidade e atrativas para serem usadas na rede social dela? Eventuais seguidores? Pense que a parceria tem que ser vantajosa para ambos os lados.

E se não surgirem propostas de trabalho com remuneração, por que não pensar em parcerias em troca de produtos para as fotos? Se a marca for bacana e você achar que vale a pena essa pode ser uma opção interessante. Assim você melhora o seu portfolio e vai agregando mais valor a ele. Lembra que eu falei que é um caminho longo e é preciso empenho? Esse pode ser um primeiro passo! (;


Sabe que eu nunca tinha parado para pensar nesse assunto? Mas depois de receber tantas perguntas, achei que definitivamente valia um post e espero ter ajudado.

Se você ainda ficou com alguma dúvida, deixa aqui um comentário e eu vou respondendo vocês. Quem sabe não rende um novo post com mais dicas e informações sobre flat lays?


Mais sobre flat lays:

Tags:
'